As brabas de janeiro

Salve salve discólatras, aqui quem fala é Vitor Silveira, ou Vitor Buba pra quem me conhece do Disconversando, e esse é meu primeiro post aqui no portal do Disconversa!

Pra quem não me conhece é só chegar ali no QUEM SOMOS NÓS? e dar um bizu, mas por hora basta dizer que eu adoro fazer listinhas de melhores do ano, shows que já fui, livros que ando lendo, etc.

Pra começar, segue aí um apanhadão do que rolou em janeiro SÓ AS MAIS BRABAS. Vai rolar o mesmo com o mês de fevereiro, mas a partir de março o role vai ser SEMANAL.

Aqueles esqueminha nome do artista – álbum que todo mundo já conhece com um comentário curto estilo tweet e o player do Spotify com uma música logo em seguida. Se tu não usa esses trem de Spotify fica de boa também, pelo player dá pra sacar 30 segundos do som, assim tu vê se curte o suficiente pra ir atrás!

Discos e EPs

Alexandra Savior – The Archer
Dream pop lindo, daqueles com vocal etéreo, tecladinho e tudo. Gosto muito.


Caetano Veloso & Ivan Sacerdote – Caetano Veloso & Ivan Sacerdote
Precisa mesmo falar alguma coisa? Releituras simples no violão-voz-clarinete de alguns sucessos do Caetano. Como ninguém tinha pensado em fazer isso antes?


HZETTRIO – RE-SO-LA
Eu te juro que não tenho a menor vaga ideia de história ou dos integrantes dessa banda, um dia o Spotify me recomendou e desde então eu venho acompanhando os lançamentos. Jazz japonês pra ouvir dançando.


Kiko Dinucci – Rastilho
Sendo sincerão? O Cortes Curtos (2017) não fez a minha cabeça, deveria ter feito, mas não rolou. Acho o Kiko um dos maiores compositores e instrumentistas dessa nossa geração, máximo respeito, e esse disco novo foi amor a primeira vista.


Marcos Valle – Cinzento
Marcos Valle é Marcos Valle e vice-versa. Cola lá que é sucesso. Parcerias com Bem Gil, Domenico Lancellotti, Kassin, Moreno Veloso e Zélia Duncan.


ShitKid – Duo Limbo/’Mellan himmel å helvete’
ShitKid é um duo sueco de punk esquisito, nem tenho ideia de como conheci essa banda, mas sei que gosto demais. Esse disco novo é metade gravado com Paul Leary do Butthole Surfers, metade com o Melvins. A faixa abaixo tem os Melvins Buzz Osborne na guitarra e Dale Crover na bateria.


Singles

Anna Calvi, Courtney Barnett – Don’t Beat the Girl out of my Body (Hunted Version)
Primeiro single do disco novo da Anna Calvi, que na verdade é uma reimaginação simplificada do disco que ela lançou ano passado (o Hunter). Além da Courtney Barnett o disco ainda vai contar com participações de Julia Holter, Charlotte Gainsbourg e Joe Talbot, do IDLES!!


boom boom kid – Estado de Si, Tio…
Hardcore argentino da melhor qualidade, quem não conhece vale a pena ir atrás de mais material do cara. Música do disco novo que sai em breve!


Carne Doce – Temporal
Carne Doce é uma banda que nunca dei muita bola, a sonoridade passa um pouco longe do que costumo escutar, mas depois de colar nuns 3 ou 4 shows onde a banda tocou #bateu. Esse play novo tá muito bom, acho até um pouco sonoramente diferente dos discos anteriores.


Céu de Vênus – O Acaso Não Existe
Banda instrumental de Curitiba, altamente recomendada pra quem curte post-rock e sons psicodélicos. Ah, o lançamento é pela Sinewave, um dos selos favoritos da casa!


CocoRosie – Aloha Friday
Freak folk com triphop da melhor qualidade. Na real esse play aí são dois singles que saíram ano passado com mais uma inédita. Reza a lenda que esse ano sai um disco de inéditas, o primeiro em 5 anos.


David Bowie – I Can’t Read‘97
Precisa comentar alguma coisa sobre o Bowie? Essa faixa é uma das que saíram nos muitos lançamentos póstumos do cara, a versão original tu encontra no Tin Machine (1988), essa é uma versão solo gravada em 1966 e que vê a luz do dia no EP Is It Any Wonder?, que logo menos sai!


Deap Lips – Home Thru Hell
O que acontece quando tu mistura os doidões do Flaming Lips com as garageira das Deap Vally? O som não me agradou 100%, mas solta o play aí!


Everything is Recorded – 10:51PM / THE NIGHT
Everything is Recorded é um projeto do Richard Russell, você pode nunca ter escutado esse nome mas saca a galera que ele já produziu: Gil Scott-Heron, Ibeyi, Damon Albarn, entre outros. Ele também é o CEO do selo XL Recordings, dá uma pesquisada aí nesse selo enquanto escuta o som, que é difícil de classificar, por isso preferi falar da vida do cara kkkk


Finis Africae – Santa Julia
Volta a ativa da lendária banda de pós-punk brasileira, chega lá no nosso episódio de pós-punk à brasileira pra saber mais sobre eles! Esse é o primeiro de uma série de singles que estão prometidos para esse ano!!


Gil Scott-Heron, Makaya McCraven – Where Did The Night Go
Quem me conhece sabe como eu curto esse último disco do Gil Scott (I’m New Here, 2010). Esse novo single é a segunda reinterpretação desse disco (a primeira é a We’re New Here, do Jamie xx, de 2011). O disco cheio sai em breve, então é bom ficar de olho!


Igorrr – Very Noise
Igorrr é um músico francês que mistura black metal, música barroca, breakcore e trip hop. Não entendeu direito? Solta o play aí!


Khruangbin, Leon Bridges – C-Side
Single do EP colaboração então Kruangbin e Leon Bridges que sai em breve. Altamente recomendado pros ouvidos que curtem funk e soul dos anos 70.


Lee Ranaldo, Raül Refree – Light Years Out
Experimental até o último segundo. Pra quem não se ligou ainda Lee Ranaldo é o eterno guitarrista do Sonic Youth, Raül Refree é um grande parceiro dele, vem coisa boa por aí, o disco sai no final de fevereiro!


Linda Martini – Frágil
Pra quem não conhece muita coisa de rock português Linda Martini é uma boa pra começar. Nesse single os Linda Martini fazem uma versão pra Frágil, do também português Jorge Palma, solta o play!!


Michael Stipe – Drive to the Ocean
Segundo single do certeiro eterno vocalista do R.E.M., fato importante é que as vendas desse single vão para a Pathway to Paris, que reúne músicos, artistas, ativistas, acadêmicos, prefeitos e inovadores para ajudar a aumentar a consciência em torno da urgência da ação climática e oferece soluções para transformar o Acordo de Paris em ação.


Nada Surf – So Much Love
Terceiro single do disco novo do Nada Surf! O disco se chama Never Not Together e sai agora no inicio de fevereiro.


Onda Errada HC – Pó, P***& Revólver (Hey, Gringo)
Onda Errada HC é uma banda de ska punk de Niterói, uma das favoritas aqui da casa. Esse single novo conta com a participação do grande Fernando Oliveira (Jimmy & RATS / Canastra). Larga o dedo no play e aproveita pra ir atrás do resto do material da banda!


Pearl Jam – Dance of the Clairvoyants
Talvez os caras tenham escutado muito Talking Heads antes de começar a trabalhar nesse disco, que sai na segunda quinzena de março!


Peter Bjorn and John – Drama King
Essa é a música mais Young Folks desde que eles lançaram Young Folks, e Young Folks é uma música muito boa, né?


Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs – Reducer
Isso é o que acontece quando tu mistura Black Sabbath com Fugazi. Pode ser que eu esteja viajando? Sim. Mas é bom. O disco novo sai no início de abril.


Sick Instrumental – Movimento
Mais um lançamento da Sinewave, como falei ali em cima, é um dos selos favoritos da casa! Sick é uma banda instrumental mineira. O som é difícil de descrever, bate no pós-rock, psicodélico, math-rock, e é bem gostosinho de ouvir!


Sightless Pit – Kingscorpse
Sightless Pit é a mistura de Lingua Ignota com The Body e Full of Hell, se tu não conhece ainda pode ir atrás sem medo, metal alternativo da melhor espécie! Esse é o primeiro single do álbum que chega no finalzinho de fevereiro.


Soccer Mommy – circle the drain
Indie pop, as vezes meio lo-fi, sempre muito bom, pode dar play sem medo. Esse é o terceiro single do disco que tá prometido pro final de fevereiro.


Stephen Malkmus – Xian Man
Tem ali tudo que se pode esperar do Stephen Malkmus (pra quem não ligou o nome a pessoa, vocalista e guitarrista do Pavement. Harmonia vocal linda, guitarra distorcida e tudo mais. Sendo sincerão, não curti o disco que ele lançou ano passado. Esse novo sai no inicio de março!


Thundercat – Black Qualls
PORRADA. Essa é a palavra. Me arrependo até hoje de ter perdido o show do Thundercat aqui no RJ. Nessa faixa ele conta com a participação do Steve Lacy (The Internet), Steve Arrington e Childish Gambino, só isso. O disco novo vem pela Brainfeeder, selo do Flying Lotus, e ainda não tem data.

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário