As mais escutadas de 2021

Salve discólatra!

O ano de 2021 – ou foi 2020.2? – começou tenso pro país, mas aos poucos vamos colocando ordem na casa, e apesar daqueles que não querem vacina no braço e nem comida no prato vamos sobrevivendo.

Chegamos aqui com o último post do ano com essa playlist agradecendo pelas artes em geral, especialmente a música! Não vamos chamar de melhores do ano, mas sim as que mais escutamos.


Leia a bula:

1. Marina Sena – Voltei Pra Mim
2. VIRIDIANA – menina
3. FBC, VHOOR & Djair Voz Cristalina – Delírios
4. BADSISTA & Jup do Bairro – Chega Nas Ideia
5. Don L – favela venceu/cit: rap das armas (mcs junior e leonardo)
6. GEORGE – Tem um Protesto Acontecendo
7. Índio da Cuíca – A Cuíca Chora
8. Juçara Marçal – Crash
9. grisa – Incerteza
10. Hugo – O Mundo é Melhor com Você
11. Fernando Parré – Luta
12. Everton Santos, Plim & João Deogracias – 2301
13. Ente – Clareira
14. Josefoooooooooo, Dezert Horse & Projeto Casulo – Brincar de Esconder
15. Dezert Horse & Pink Opala – Paraíso
16. Danilo Ferraz & Iago Tartaglia – Samba das Luzes
17. Alles Club – Luka (Suzanne Vega Cover)
18. André Gardel – Índio Velho
19. Júnior Cordeiro – O Vira-Lata do Sul
20. Jair Naves – Breu
21. lista de ausência – saudade
22. Retalho – Agreste
23. Antônio Neves – Forte Apache
24. Jadsa – Já Ri
25. Banda Nova Malandragem – Moanin
26. Tasha & Tracie, Mu540, Yunk Vino – SUV
27. Kaê Guajajara – Amor Indígena (original cria)
28. Gilber T & Homobono – Zumbi Choppa
29. Baião de Spokens – Idade Ruydosa
30. Charlotte Matou um Cara – 1964

Seleção por Jônatas Marques e Vitor Silveira // arte de capa por William de Abreu

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.