Os discos da semana #100 (05/02 a 11/02)

Salve, discólatra!

Esses são os 8 álbuns/EPs e 12 singles que mais escutamos nos últimos dias aqui na redação do DCV!

Não deixe de seguir a nossa playlist de lançamentos, ela é atualizada semanalmente por Jônatas Marques e Vitor Silveira. A capa é de William de Abreu. Bora conferir?


Entre álbuns, EPs e singles, alguns destaques da curadoria:

bluebagbang – Corpo na Rua (single) por Vitor Silveira

A frase “corpo na rua e copo na mão“, que abre a canção, foi escrita por um usuário no Twitter e inspirou Marina Hungria na criação da canção. Marina é a uma garota banda só por trás de bluebagbang, que dá o pontapé inicial no seu segundo EP, intitulado O Que Vale a Pena com o lançamento de Corpo na Rua.

“Pensei em como será o momento da celebração do fim da pandemia, haverá um grande carnaval fora de época? Será registrado nos livros de história como a fotografia do beijo pós-guerra de 1945? Após muita reflexão, saiu essa música cheia de expectativas positivas do futuro, quando estaremos, enfim, todos na rua celebrando”, comenta a artista.

O single ainda conta com um clipe (assista aqui) idealizado, produzido, editado e dirigido por Marina. No clipe, a artista interpreta a música à frente de imagens projetadas de um filme de 1945 gravado no carnaval de rua da capital do Rio de Janeiro, que também compõe a capa do EP. “A ideia é tentar traduzir o sentimento de estar na rua, do carnaval, mesmo que sendo numa projeção de um futuro não tão próximo”, pontua.


hoovaranas – Coragem (single) por Jônatas Marques

Depois do álbum Poluição Sonora (2019) e o EP Isolamento (2020), a banda pontagrossense hoovaranas prepara o lançamento do seu segundo disco: Alvorada. O primeiro (e único) single é Coragem, que vem acompanhado de um clipe e uma apresentação ao vivo. A faixa instrumental traz uma sonoridade alternativa, com passagens pelo Indie Rock, Shoegaze e até mesmo o Rock Progressivo. O trio (guitarra, baixo e bateria) percorre influências tão diversas e complementares ao mesmo tempo, uma pegada de jazz em determinado momento da música e logo depois uma ponte em escala para entrar em um verso mais pesado.

A produção também é de se elogiar, tanto no single quanto nos trabalhos audiovisuais, este último elemento, inclusive, muito explorado pela banda desde sempre. É aquele tipo de banda que já mostra potencial de sobra para ser “a próxima grande banda da cena independente”. O segundo disco da hoovaranas chega no próximo dia 22 de fevereiro e você pode fazer o pré-save aqui. A banda também criou uma campanha de financiamento coletivo para o lançamento físico de Alvorada – você pode contribuir aqui.


VANDAL – PUXUTRIUH por Vitor Silveira

PUXUTRIUH é a marca registrada do artista que bate no peito pra falar que foi pioneiro do Grime e do Drill aqui no Brasil. Não a toa que VANDAL PUXUTRIUH e lança no dia de seu aniversário, o último dia 10/02, um EP com três músicas que enaltecem o Drill, o Grime e o bom e velho Pagodão Bahiano.

O projeto conta com a produção de CALIBRE, que assina a faixa a TROPAH DAH VÍRGULAH e HAYLLAN que assina TIROH IH KEDAH, além da faixa que dá nome ao projeto, PUXUTRIUH. A mixagem e masterização é de Tiago Simões, no CREMENOW STUDIO, e tem direção visual de PHODISMO e NEGHET. Se eu fosse você clicaria aqui pra assistir o mini doc do lançamento!


Leia a bula:

Álbuns e EPs
1. Duda Fortuna – Noite dos Abraços
2. Gui Silveiras – Bate Tambô
3. Luellem de Castro – Girasol
4. Lule Mental Butter – Manteiga Mental
5. Metade de Mim – Depois de tudo que eu Passei
6. Pe Lu – Carnaval de Sofá
7. VANDAL – PUXUTRIUH
8. Zé Bigode Orquestra – Clube da Fumaça

Singles
1. Andre Unknown – Wishful Thinking
2. Avanti! – Receita Liberal
3. bluebagbang – Corpo na Rua
4. Crime Caqui – Feito Pra Durar
5. Gabriel Grossi & Lenine – Chamego no Salão
6. hoovaranas – Coragem
7. Jônatas Petróleo – Revoada
8. LIMMA – Infinito Sobre Nós
9. Lurdez da Luz – Portal
10. mevoi – Atávica
11. Nara Couto – Dança
12. Weedevil – Underwater


Continue usando máscara e, sempre que possível, mantenha o isolamento social. Vá vacinar quando for a sua vez e não ouça o atual presidente.

Aquele abraço e até semana que vem!

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário