Os discos da semana #108 (02/04 a 08/04)

Salve, discólatra!

Esses são os 12 álbuns/EPs e 8 singles que mais escutamos nos últimos dias aqui na redação do DCV!

Não deixe de seguir a nossa playlist de lançamentos, ela é atualizada semanalmente por Jônatas Marques e Vitor Silveira. A capa é de William de Abreu. Bora conferir?


Entre álbuns, EPs e singles, alguns destaques da curadoria:

Leandro Matioli / Nelton Matioli – O Todo ao Redor do Meu Vazio

Em um mundo onde tudo muda muito rápido e a atenção das pessoas se esvai em poucos segundos, os irmãos Nelton e Leandro Matioli trazem esta velocidade de mudanças para as canções do seu disco de estreia “O Todo ao Redor do Meu Vazio”. Unindo influências da nova MPB, Indie e Rock Progressivo, o duo junta estilos que já não são mais estranhos um ao outro, mas ainda se estranham entre os conhecedores de cada um.


MNTH – IMINENTE

MNTH (lê-se “mantega”) retorna com o EP “Iminente”, um lançamento mais intimista e misterioso que seu trabalho anterior, homônimo, de 2021, mas sem perder a verve de uma mistura única da percussividade afro-brasileira com tons de punk, dub e jazz. O novo lançamento reúne parcerias com artistas de vários lugares do mundo e está disponível em todas as plataformas de música pelos selos Desmonta (Brasil) e Mais Um Discos (Inglaterra). O trabalho tem lançamento acompanhado de um vídeo criado e dirigido pelos artistas visuais Renan Cruz e Kaue Akimoto com contribuição do coletivo de fotógrafos Rolê para a faixa “pedra sobre pedra”.


Souela – Nada Será Como Antes (single)

Após os lançamentos de 2021 a Souela compartilha em 2022 o desejo de partilhar os sentimentos e percepções deste novo mundo e assim comunicar aos seus ouvintes o que vive dentro de cada um de nós. Grandes inquietações surgem tal qual como encontra-se as nossas relações? Vivemos como sempre? Este é o que sempre pensamos ser o ditado Normal?

Tão política quanto a canção de Milton de 1972, a faixa da banda paulista faz menção ao atual cenário político nacional, fazendo uma crítica onde a corrupção é destaque e a inconsequência é um fato.


Leia a bula:

Álbuns e EPs
1. Bruna Nascimento – Desamarração
2. Cazuza – O Tempo Não Para – O Show Completo (Ao Vivo)
3. Eu Jonatha Mermo – Se Eu Tivesse uma Banda
4. GASP – Your Lie is The Perfect Thing about You
5. Jandaia – Estrago
6. Kawana – Despertáculo
7. Leandro Matioli / Nelton Matioli – O Todo Ao Redor Do Meu Vazio
8. Luisa Toller – Mulher Bomba
9. Marcelo Callado – Hiato
10. MNTH – IMINENTE
11. O Tetraedro – Geleia
12. Pink Opala – Madrugada

Singles
1. Iara Rennó & Thalma Freitas – Babá Ori
2. Jova – Ao meu lado
3. Mães Católicas – Lego – À Jato
4. Neila Kadhí – Apetite
5. Souela – Nada Será Como Antes
6. Terminal Guadalupe – ¿Qué Pasa, Cabrón?
7. trema¨ & Liu Anno – Pouco-a-Pouco
8. Yannick Hara – Anarquia


Continue usando máscara e, sempre que possível, mantenha o isolamento social. Vá vacinar quando for a sua vez e não ouça o atual presidente.

Aquele abraço e até semana que vem!

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário