Os discos da semana #111 (23/04 a 29/04)

Salve, discólatra!

Esses são os 10 álbuns/EPs e 10 singles que mais escutamos nos últimos dias aqui na redação do DCV!

Não deixe de seguir a nossa playlist de lançamentos, ela é atualizada semanalmente por Jônatas Marques e Vitor Silveira. A capa é de William de Abreu. Bora conferir?


Entre álbuns, EPs e singles, alguns destaques da curadoria:

Christine Valença – Rematilha (single)

A cantora e compositora carioca Christine Valença lança “Rematilha”, single que anuncia seu álbum de estreia, previsto para ser lançado no segundo semestre de 2022. A música, que chega acompanhada de um videoclipe (assista aqui), revela um traço marcante dentro do processo criativo da artista. “Escrevi essa música num período difícil que passei durante um rompimento amoroso. Era algo que eu não esperava que fosse acontecer e, no caminho para a cura, comecei a botar no papel o que eu estava sentindo sobre não ter outra opção a não ser me reinventar” – conta Christine.


Gabriel Grossi – Plural

Músico de renome internacional, Gabriel Grossi lança seu décimo terceiro álbum e mostra que desconhece fronteiras ao reunir um vasto time de extraordinários artistas brasileiros e estrangeiros no seu novo álbum, “Plural”. Marco de seus quase 25 anos de carreira, o trabalho atesta a versatilidade de um dos mais inventivos criadores do cenário atual ao combinar a sua visão diversa e moderna da música com a participação de convidados especiais e também amplamente reconhecidos. Neste projeto Gabriel destaca, igualmente, seu lado de compositor, letrista, arranjador, gaitista e produtor.

“Plural” é uma verdadeira celebração, reunindo parceiros que marcaram diferentes fases da carreira de Grossi. É o caso de Zélia Duncan e Lenine, que aparecem nos singles “Nosso Amor Vadio” e “Chamego no Salão”, respectivamente. Já “Motion” traz os ingleses Seamus Blake e Jacob Collier em um encontro transatlântico, enquanto a clarinetista israelense Anat Cohen surge em “Paisagem”. Outro convidado internacional é o pianista cubano Omar Sosa, que abrilhanta a potência dançante “Banzo”. A presença do violonista Yamandu Costa (em “Hermanos”) e da entidade instrumental Hermeto Pascoal, em um improviso livre na faixa “Catarina e Teresa”, comprovam a sintonia de Gabriel com o cenário da música brasileira, instrumental e jazzística onde ganhou renome. Por outro lado, Leila Pinheiro (em “Nossa Valsa”) e Ed Motta (“Onde Nascem as Ondas”) exemplificam a forte ligação do gaitista com os palcos da MPB.


Pedro Satto – Seis e Ônibus (single)

Pedro Satto é músico e compositor paulista. integrante dos projetos musicais Dalhe, Verde Fuego, Música Agosto e Ciganoblues, lança seu primeiro trabalho solo. “Seis e ônibus” é a primeira faixa de uma série de composições feitas ao longo dos últimos dois anos. Diferente das composições de Pedro Satto no projeto
autoral Dalhe, “Seis e ônibus” é melancólica, pandêmica, retrato de novas rotinas que se formam no mundo atual.

Partindo desta ideia, a gravação da música procurou reproduzir o clima íntimo, quase doméstico, que percorre toda a composição; a intenção foi trazer aos
ouvidos a versão da música em sua origem, tocada com roupa de dormir, no sofá de casa, à meia luz, só…


Leia a bula:

Álbuns e EPs
1. Andrezza Santos – EUTRÓPICA
2. Cabrallis – Cabrallis
3. Cau – Imensa
4. Gabriel Grossi – Plural
5. Héloa – yIDé
6. Otto – Canicule Sauvage
7. Péricles Cavalcanti – Saltando Compassos
8. Projeto Shaun – Atraso Marcado
9. Tripa Seca – Charivari
10. Young Piva – Encruzilhada

Singles
1. Alumia – Cativante
2. Arosa – Love Like That
3. Caio Lang – O Revoar
4. Christine Valença – Rematilha
5. Clarissa Bruns – Passagem de Ida
6. D.Selvagi and his OneManGang – Cafeína Amarga
7. Dennis & O Cão da Meia-Noite – Primavera
8. julia albook – Clocks
9. o Candido – Segunda-Feira
10. Pedro Satto – Seis e Ônibus


Continue usando máscara conforme a necessidade e em locais fechados. Vá vacinar quando for a sua vez e não ouça o atual presidente.

Aquele abraço e até semana que vem!

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário