Os discos da semana #90 (13/11 a 19/11)

Salve, discólatra!

Nesses últimos dias, escutamos 20 álbuns / EPs e 20 singles aqui no QG do DCV!

Não deixe de seguir a nossa playlist de lançamentos, ela é atualizada semanalmente por Jônatas Marques e Vitor Silveira. A capa é de William de Abreu. Bora conferir?

Alysson Salvador, Apuke, Arruda & Jorge Aragão, Coruja BC1, Drowned Men, Duo BRUTA, Laura Jannuzzi, The Lautreamonts e Vaine lançaram vídeos que valem o confere, basta clicar no nome de cada artista para assistir!


The Lautreamonts – Gray Battle foi lançado via Bandcamp, e Duo BRUTA – Reciclos (EP visual) foi lançado via YouTube, e por isso ficaram de fora da playlist.


Entre álbuns, EPs e singles, alguns destaques da curadoria:

Coruja BC1 – Brasil Futurista por Jônatas Marques
Conferindo a minha lista de Melhores Álbuns de 2021, já estava com aquele pensamento de fechar a playlist e começar a ficar de olho nos lançamentos do próximo ano. Porém, tive que reabrir minha lista com a chegada de Brasil Futurista e se esta lista fosse um ranking, esse álbum estaria nas cabeças. Coruja BC1 chega ao seu terceiro álbum e, para mim, é aquele trabalho que consolida o artista, reunindo o de melhor que Coruja experienciou na carreira para criar um disco difícil de superar. Desde letras sobre o tenebroso momento social-político do Brasil até versos do tipo “.. você deixou um gostinho de quero mais, mas que você se f***” – essa, aliás, é a minha favorita. Coruja BC1 já é um dos principais nomes do rap nacional, e em Brasil Futurista ele explora outros estilos, como Samba, Rock, Funk e Maracatu. O disco conta com produção de Theo Zagrae e participações de Margareth Menezes e Jonathan Ferr, Larissa Luz, Lúcio Maia, RDD, Jair Oliveira, Ed City, Lino Krizz e Anchietx. Junto ao lançamento do álbum, a faixa Tarot ganhou um clipe (assista aqui).


Duo BRUTA – Reciclos por William de Abreu
O Duo BRUTA é um duo instrumental de contrabaixo e violão, formado pela violonista Tainá Caldeira e pela contrabaixista Bruna Buschle e desde 2015 atuando no cenário musical brasileiro e que no último dia 18 de novembro lançaram o EP visual chamado “Reciclos” cuja a proposta é mostrar através do som, luz, dança e reflexo a complexidade do meio ambiente à face do medo, da destruição, defesa e transformação humana.  Dividida em cinco partes e contando com a excelente performance de Kunta Leonardo da Cruz para dar vida ao vídeo com sua coreografia bela e hipnotizante que encaixa perfeitamente com a música apresentada pelas musicistas que compõe o duo. O EP, somente com as músicas, estreia dia 25 de novembro nas plataformas de streaming. Enquanto isso dê play e assista esse belo trabalho tão necessário aos dias de hoje.


Sorry Drummer – Sorry Drummer & Friends Vol. 3 por Vitor Silveira
Sorry Drummer, como o nome entrega, é um baterista desses que se entendem como instrumentista desde antes de assumir as baquetas. Formou a banda de rap Central Acústica junto a DJ Marco e Kamau, ajudando a sedimentar a cena do rap paulista do inicio dos anos 2000. Em seu terceiro disco solo – e terceiro lançamento em vinil – Sorry Drummer passeia com seus 27 convidados por diversos estilos da black music, “mas deve ser encarado como um disco de rap, feito por um baterista de rap que agrega R&B, soul e neo soul, jazz, boombap, trap, pop, new jack swing e uma salutar incursão pelo gospel e spiritual jazz. A influência brasileira aparece no samba rock e na bossa nova, que foram combinados com house e drum’n’bass“. O lançamento em vinil por ser adquirido aqui, e é uma produção e realização de Sorry Drummer, GueRopa Music, Vitrola Records e Gringos Records.


Tainá – Brilho por Jônatas Marques
Falando sobre maternidade e espiritualidade, Tainá lança o seu segundo álbum: Brilho. O disco começa com uma faixa-título muito dançante, em que o instrumental meio setentista e a voz de Tainá conversam tão bem – eu repeti essa música algumas vezes antes de ouvir o álbum todo. Na sequência, em Flechas, a vibe é mais reflexiva e contemplativa e é nessa tomada que o disco vai te envolvendo. Depois das 9 faixas (e algumas repetições de Brilho) me senti saindo de uma sessão introspectiva e emocional, mesmo em meio a uma segunda-feira cheia de trabalhos e caos. O difícil foi escolher a minha música favorita (Sou Todas é uma das mais lindas). Brilho conta com participações de Jonas Sá, Thiago Nassif, Lucas Paiva, Thomas Harres, Bem Gil, Moreno Veloso, Domenico Lancelotti, Alberto Continentino, Diogo Gomes, Rafael Rocha e do próprio produtor do álbum, Bruno di Lullo. A mixagem e masterização é de Léo Moreira. Tainá é um dos nomes da nova geração de artistas cariocas e chega ao seu segundo disco, a sua estreia foi com um disco homônimo de 2017, além do lançamento de diversos singles.


Vaine – Colibri por Jônatas Marques
Depois de uma mixtape (2019) e um álbum colaborativo (2020), Vaine lança o seu primeiro álbum – e que lançamento! Logo nos primeiros minutos de Colibri já dá pra perceber elementos muito bem incluídos nas melodias de rap do artista: uma guitarrinha, um synth bem timbrado e até instrumentos de percussão. Vaine também explora a poesia e áudios recitados entre uma música e outra. Na metade do álbum já me perguntava “como não conhecia isso antes!”. Além do excelente disco, Vaine criou animações para 9 das 10 faixas. Você pode conferir o álbum visual e o clipe do artista aqui. Com produção e direção musical de Xavbeatz, Colibri  conta com participações de Monkey Jhayam, Uiara, Natania Borges, Darmi e Emiadê. O disco reuniu ainda, os músicos arranjadores, Jack Will (percussão), Mauro Fontoura (saxofone), Vinícius Lustosa (trompete), Alícia Kenobi (teclado), Douglas Carlos (guitarra), Rafael Vaz (contrabaixo), Ciro Nunes (flauta), Trio Façuá (sanfona e triângulo), Rafael Baska (scratches), e os beatmakers TiagoBits e Apenas Toni.


Entre os singles, destacamos:

André Medeiros – Morro / Dia 9 (ouça aqui) por Vitor Silveira
André Medeiros foi uma surpresa por aqui. Sempre que recebo um e-mail sobre um lançamento procuro escutar a música antes de ler o release, assim não deixo que algum ponto de vista pessoal interfira na música. André é mineiro de Juiz de Fora, corresponsável pela banda Top Surprise e pelo selo Pug Records, ambos extremamente queridos por este que escreve. Morro / Dia 9 é o segundo single do primeiro álbum que o músico prepara para lançar em 2022, além dos primeiros shows com banda. Antes de recomendar soltar o play deixo aqui as influências citadas no release: Beto GuedesItamar AssumpçãoJards Macalé e Nação Zumbi, os modernistas Mário de Andrade e Murilo Mendes (seu conterrâneo), e clássicos do indie rock como BreedersSebadohGuided By Voices e Fiona Apple. Solta o play!


Leia a bula:

Álbuns e EPs
1. Alysson Salvador – UAIFROBEAT Vol. 1
2. cellardoor – one by one
3. Coruja BC1 – Brasil Futurista
4. Década Explosiva – A Distância Entre as Cidades
5. Duo BRUTA – Reciclos
6. Jeza da Pedra – Arquitetura da Despedida (Sete Estações)
7. Jony Lameira – Cordas ao Norte
8. Kassin & Vovô Bebê – Kassin & Vovô Bebê
9. Laura Jannuzzi – Sede da Manhã
10. Lucas Augusto da Silva – Desjejum
11. Neofonia – Combustão Espontânea
12. silvrfruit – Nectar Haze
13. Sorry Drummer – Sorry Drummer & Friends Vol. 3
14. Tainá – Brilho
15. Taslim – Pretambulando
16. Thiago França – Bodiado
17. TIREZIS – Nova Constituição
18. Vaine – Colibri
19. Zeferina – Olwàiyé
20. V/A – Disco de Quintal

Singles
1. Anaïs Sylla – La Mer
2. André Medeiros – Morro / Dia 9
3. Apto Vulgar – Estado da Mente
4. Apuke – Ca$Ada Com Ela
5. Arruda & Jorge Aragão – Poder É Pele Preta
6. Astralplane – Compacto Remix
7. Avner Proba – Nós
8. bule – Desagradar
9. Drowned Men – On This Halloween
10. Gabriel Grossi & Zélia Duncan – Nosso Amor Vadio
11. Gum Pop – Quero Ver Me Pegar
12. Jahzz Music, Marcelinho Da Lua & Jahfa feat. Gabriel Ruy & Bi Ribeiro – Take Five
13. Janine Mathias – Devoção
14. Kaboom 23 & Pélico – Coração Congelado </3
15. LoreB & Cris Braun – Se fosse normal ser louco?
16. Os Estudantes – Todos Contra Todos
17. Parafuso Silvestre – Absurdo Feroz
18. Reação – Negro de União de Palmares
19. The Lautreamonts – Gray Battle
20. Urutu – Fora de Compasso


Continue usando máscara e, sempre que possível, mantenha o isolamento social. Vá vacinar quando for a sua vez e não ouça o atual presidente.

Aquele abraço e até semana que vem!

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário