Disco da Semana – Edy Star e sua Naturalidade Transgressora

Figura ímpar da música brasileira, Edy foi um dos intérpretes mais transgressores da década de 1960-1970. Com sua estética “cabarística”, ele era uma verdadeira mimetização do rock n’ roll em sua essência. Não completamente no sentido musical, ou sequer intencionalmente, mas no quesito atitude e aura, fatores orgânicos para o cantor. Ele mostra isso em seu primeiro disco solo, Sweet Edy, lançado em 1974. No álbum, Edy exibe sua exuberante presença cheia de irreverência e originalidade, fazendo interpretações de faixas de artistas ímpares da música brasileira, como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Jorge Mautner, Erasmo Carlos, Moraes Moreira, entre outros – muitos dos quais compuseram canções especialmente para ele. Como ele mesmo diz: Uma colcha de retalhos.

Ler mais

Disconversando #11 – De que lado você samba?

E você samba de que lado? No último episódio da primeira temporada do Disconversando (calma que a gente vai só pular o carnaval e volta!) Lucas Vieira, Vitor Silveira e William de Abreu se embasam no achismo para imaginar qual seria o posicionamento político de artistas brasileiros que já partiram!

Ler mais

Disconversando #08 – 1973: uma trilha sonora

No último sábado, Lucas Vieira, Vitor Silveira e William de Abreu foram visitar o ano de 1973. Com entrevistas cedidas por Leonardo Lichote e Célio Albuquerque, o novo episódio do Disconversando explora a trilha sonora desse ano que reinventou a MPB!!

Ler mais