Dia do Disco – Saiba porque a data é comemorada hoje

Comemoração foi instituída por Lei municipal em homenagem ao sambista Ataulfo Alves

Ataulfo Alves foi um dos sambistas mais importantes da história do ritmo. Nascido em Minas Gerais, foi autor de sambas importantes como a problemática “Ai Que Saudade da Amélia” e “Atire A Primeira Pedra”.

Falecido em 20 de abril de 1969, nove anos depois, em 26 de dezembro de 1978, o cantor foi homenageado com a Lei Nº 78, de autoria do vereador municipal do Rio de Janeiro Edgar de Carvalho, que instituiu a data de sua morte como o”Dia do Disco”. Também foi instituída com a lei a “Feira do Disco”, que acontecia anualmente, também no dia 20 de abril, facilitada pelo prefeito do Rio de Janeiro.

As Sociedades arrecadadoras de direitos autorais, gravadoras e lojas revendedoras também podiam participar da organização do evento, promovendo sua divulgação e doando prêmios. As Escolas da Rede Municipal do Rio de Janeiro também podiam realizar concursos sobre a história da música popular brasileira, e de seus compositores, sem ônus para o Município.

A lei foi revogada em 2010 para ser incluída na Lei nº 5.146 de 07/01/2010, que dispõe sobre a consolidação municipal referente a eventos, datas comemorativas e feriados da Cidade do Rio de Janeiro e institui o Calendário Oficial de Eventos e Datas Comemorativas da Cidade do Rio de Janeiro. O nosso Dia do Disco aparece lá no § 4º:

VIII – no dia 20 de abril:
a) o Dia do Disco, quando as sociedades arrecadadoras de direitos autorais, gravadoras e lojas revendedoras poderão participar da organização do evento, promovendo sua divulgação e doando prêmios. As Escolas da Rede Municipal do Rio de Janeiro poderão realizar concursos sobre a história da música popular brasileira e de seus compositores, sem ônus para o Município;

Comemore o Dia do Disco em plena quarentena fazendo aquele garimpo virtual! Separamos uma lista de lojas aqui no nosso post Como as lojas de LPs estão vendendo durante a quarentena?, corre lá!

Vitor Silveira
Últimos posts por Vitor Silveira (exibir todos)

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe um comentário