Tom Zé é revisitado em dub e ska por Joey Altruda e grande elenco


Quem é que agora está cantando acalantos pra cabeça do século?

Lançada originalmente pela Continental no ano de 1972 como lado B do compacto “Se o caso é chorar”, a canção “A babá” ganha nova roupagem pelas mãos do músico e compositor estadunidense Joey Altruda.

Joey, que é natural da Califórnia, nos Estados Unidos, se envolveu-se com a cena musical de Los Angeles no começou dos anos 1980 como membro fundador do grupo experimental pós-punk Tupelo Chain Sex. Ele também ficou conhecido por revitalizar o som original do Ska Jamaicano durante a década de 1990 com sua banda Jump With Joey.

“Escolhi A Babá por vários motivos, um deles porque foi a primeira música do Tom Zé que ouvi, depois de encontrar o compacto original”, revela Joey.

Quem é que está fazendo Pesadelos na cabeça do século?

“Igualmente importante para mim é o conteúdo da letra dessa música e como ela é relevante para o estado atual do mundo. A versão original foi lançada durante a era da ditadura do Brasil e acho isso bastante profético. É importante para mim ter essas letras revividas em uma versão recém-gravada, como uma observação cultural e uma declaração sobre a atualidade. ”, explica Joey

A versão eternizada no clássico disco de 72 – relançado pela Polysom em 2018 – dá a letra na versão lançada no último dia 07/04. Na melodia original, um misto de quase choro com samba paulistano. Trazer a canção para o universo dos sons da Jamaica foi um caminho natural para o músico.

“Adorei toda a vibração da música e vi o potencial óbvio de fazer uma versão Ska disso por causa de sua melodia, progressão de acordes e andamento”, explica.

Para realizar essa repaginada, Joey se cercou de grandes músicos. Uniu um time de peso com Marlon Sette, Dadi Carvalho, Kassin, Chiara Banfi e Daniel Maia, no lado brasileiro da produção, que ainda conta com Roger Rivas, Oliver Charles, Artie Webb e Victor Rice no time estrangeiro.

Lançamento em vinil

E as boas notícias não param por aí! De olho no número crescente de pessoas interessadas em mídias físicas, Joey Altruda vai produzir uma edição especial com as duas versões de “A Babá” em vinil de 45rpm. Uma campanha já está no ar arrecadando interessados em adquirir uma cópia.

A meta é alcançar 1000 inscritos para dar início à prensagem. Confira aqui!

Tom Zé – Vocais principais
Roger Rivas (Aggrolites) – órgão / piano
Oliver Charles (Ocean 11, Ben Harper) – bateria
Artie Webb (Ray Barretto, Tito Puente etc) – flauta
Marlon Sette (Jorge Benjor) – trombone
Cosmo Kassin – percussão
Joey Altruda – baixo / guitarra / produção

Vozes convidadas:
Kassin
Chiara Banfi
Dadi Carvalho
(Novos Baianos, Jorge Ben)
Daniel Maia (banda Tom Zé)

Victor Rice – Mixagem

Vitor Silveira

Vitor Silveira

Vitor Silveira, é graduado em Biblioteconomia pela UFRJ, e também tem formação técnica em Produção Audiovisual pela FAETEC. Atualmente divide a vida entre pesquisas em Humanidades Digitais e o portal Disconversa, onde contribui como editor, colunista e webmaster, assim como produtor e editor de áudio no Disconversando. Entre opiniões polêmicas e informações obscuras, enxerga em um disco do Cartola a mesma beleza que no Metal Machine Music do Lou Reed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *