Na Parte Funda da Piscina #38 – Vibes & Visões

Chegamos ao mergulho de número 38 e ainda reverberando a onda HIGH JAZZ da edição passada, chegamos a águas tranquilas com uma sonoridade muito galgada pelo mentor e arquiteto moderno da música preta estadunidense – e pela sua forte influência para com outras praças, artistas, estilos e cenas, não é exagero dizer mundial – o nosso inoxidável J Dilla <3

Temos A Tribe Called Quest, Jill Scott, Erykah Badu (numa suíte maravilhosa do seu lindo disco Mama’s Gun de 2000), The Roots, Georgia Anne Muldrow e além disso temos a Abstract Orchestra tocando Madvillain e o maestro Miguel Atwood-Ferguson com sua orquestra interpretando J Dilla.

Por mais que o gênio Dilla esteja presente nesse set e tudo que eu faça seja uma homenagem para ele, esse mergulho não é sobre o Dilla em si, mas sobre a construção de ambientação musical e sua perspicácia em criar loopings, beats e músicas através de um ouvido atento e pesquisa profunda dentro das entranhas da produção fonográfica mundial. É a sua visão passada e dada pra gente que consome e absorve música.

Fica como um ensaio para um mergulho futuro todo dedicado ao mestre Jedi que tanto fez por nós e deixou um legado incrível para toda a humanidade.

Bom mergulho e nos vemos daqui a 15 dias.

Paz

Últimos posts por William de Abreu (exibir todos)

William de Abreu

William “Tranzimbah” de Abreu tem 29 anos, é comunicólogo e DJ.⠀ Will é o cara que manja tudo de Black Music, um dicionário ambulante de quem sampleou quem nesse mundão sem fronteira. As misturas de música brasileira com rap e hip-hop são seus xodós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *