A Maior Bandeira Brasileira – Você já ouviu Denise Assunção?

A atriz e cantora Denise Assunção nasceu no dia 5 de dezembro de 1956 em Tietê, munícipio do estado de São Paulo. Sua família é composta por grandes artistas, entre eles seu irmão Itamar Assumpção, que foi o maior símbolo da vanguarda paulistana dos anos 1980 e um dos primeiros grandes nomes da música independente brasileira. Suas sobrinhas Serena e Anelis Assumpção também são cantoras de sucesso no circuito de música alternativa.

Serena, a mais velha, faleceu muito cedo, aos 39 anos em 2016. Ascensão, seu único álbum de estúdio, foi um estrondoso sucesso póstumo recheado de participacões de peso como Karina Buhr, Curumin, Kiko Dinucci, Tulipa Ruiz e Tetê Espíndola. O Museu Itamar Assumpção foi lançado virtualmente ano passado e muito se fala dessa família talentosíssima entre os colecionadores de vinil, porém, sinto que a irmã de Itamar, a grandiosa Denise Assunção acaba sendo um pouco deixada de lado. Talvez por ela ter se dedicado
mais a atuação no Teatro e em filmes, mas nada justifica tamanha injustiça.

Itamar e Denise

A Maior Bandeira Brasileira é o único álbum solo da cantora, lançado pela gravadora Baratos Afins em 1990. Um disco que nos apresenta muito jazz e ao mesmo tempo uma estética oitentista brasileira. Um trabalho que não fica nada atrás dos álbuns que Itamar compôs na década de 1980, quando era acompanhado pela banda Isca de Polícia em que Denise fazia parte. Intercontinental! foi o único álbum de Itamar produzido por uma grande gravadora, a Continental, e, nesse álbum, Denise estrela em “Sexto Sentido“, uma das faixas de maior destaque desse trabalho que também parcerias com Tetê e Alzira Espíndola. Um ano depois dessa participação ela começou a gravação de A Maior Bandeira Brasileira, produzida por Luis Calanca (criador da Baratos Afins), que trabalhou em vários álbuns independentes dessa época.

A faixa de abertura é “Nosso Pai“, um lindíssimo poema que a Denise escreveu ao seu irmão. “Eu escrevi em um caderninho, sem pretensão nenhuma, e ele leu e começou chorar. Gostou tanto que acabou gravando”, revela a cantora. É a única música do álbum em que ela está creditada como compositora e traz uma abertura absurda. Um belo cartão de visita, mostrando como é o estilo do
vocal poderoso de Denise. “Pulsars e Quasars“, escrita por Jards Macalé e Capinan, foi gravada por Gal Costa e é a exceção por ser a única em que não é foi escrita por seu irmão e parceiros, um cover bem menos psicodélico do que o original e não menos fantástico.

Outro cover é “Baby“, gravado por Itamar no LP Beleléu, Leléu, Eu, em 1980. É uma regravação em que ela não tentou imitar em nada o original, deixando totalmente com sua originalidade transformando em outra canção. A Maior Bandeira Brasileira está disponível nas plataformas de streaming para quem prefere a versão digital. Para os colecionadores de mídia física, o álbum foi apenas lançado em LP em 1990 e nem reeditado em CD foi. A loja online da Baratos Afins ainda possui cópias de época à venda. Compre no link:

http://baratosafinsdiscosdevinil.com.br/index.php/denise-assunc-o-a-maior-bandeira-brasileira.html

Últimos posts por Guilherme Gonzaga (exibir todos)

Guilherme Gonzaga

Guilherme Gonzaga tem 26 anos, formado em Rádio e Televisão pela Universidade Anhembi Morumbi. Atua profissionalmente como cinegrafista na área do jornalismo esportivo. É um grande apaixonado por cultura pop e esportes, em especial Palmeiras e o San Antonio Spurs. Seu maior hobby é a música e está sempre atrás de novos álbuns e estilos musicais para descobrir, seja no vinil, CD ou digital.

One thought on “A Maior Bandeira Brasileira – Você já ouviu Denise Assunção?

  • 26 de abril de 2021 em 17:19
    Permalink

    Cantora foda e que não conhecia, adorei descobrir essa relíquia brasileira!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *